21 de novembro de 2016

O TEMPO...

Devagarzinho
Quase sem me dar conta...
O esquecimento vem
As memórias as sinto cada dia mais longe...
...quando penso que já não tenho mais lágrimas
elas surgem...surgem de um passado longínquo
Passado que eu pensava esquecido pelo tempo...
Fecho os olhos...
...recordo o suor das feridas, passadas...e
... esquecidas...
Recordo os amores que vivi
As terras por onde passei e,
tudo o que sofri...
O TEMPO...
...esse que a cada segundo que passa
 não mais voltará...
...um dia lhe direi adeus para todo o sempre
mas...até lá, ele será meu eterno companheiro

Cidália Sousa

4 comentários:

UIFPW08 disse...

Lindo poema parabens
Besos
Morris

MEU DOCE AMOR disse...

Feliz natal e um ano cheio de surpresas agradáveis

Beijinho doce:)

Lilá(s) disse...

As luzes cada vez mais brilham nas ruas...
Que este Natal a maior luz brilhe dentro de cada coração.
Desejo-te um Natal cheio Paz e Alegria , Saúde e Amor
Bjs

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Vim ver. Agarra o tempo...

Beijinho doce