25 de setembro de 2008

MINHA ALMA PERSISTE...

Vendo chegar o comboio, que me levará á reta final
Sentada estou...
Esperando que Deus me dê um sinal.
Sinal de partida...
Partir para junto d'Ele...
Conhecer Sua morada
Partir antes da alvorada
Partir...deixar este mundo onde não faço nada!...
E nos confins de minha vida...
Onde minha alma persiste em ficar...
Por aqui ando...
Buscando conhecer o verbo AMAR !....
Que em todo o sempre só me fez chorar.
SOL



42 comentários:

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Linda Sol, acrtedita, podes encontrar em vida a plenitude no AMAR!
beijos e borboleteios!

Noslen ed azuos disse...

Enquanto a morte não se apresente continue como eu a gastar ou ganhar a vida poeticamente.

Bjs
ns

ROSA E OLIVIER disse...

por aqui ando...e para ti...

"te amo en silencio
e só o silencio sabe."

baci...e fuerza!

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava Sol!


Bonito...mas triste...o amor é assim também;)


beijinhos

gotadevidro disse...

Momentos da vida em que todos temos vontade de partir...

Lindo o teu poema

Os poemas mais belos são sempre os tristes...Acho eu

BFS beijo

jguerra disse...

DE passagem, sentado, desejo-te um bom dim de semana.
O amor e carinho distribuem-se todos os dias e não apenas ao sábado e domingo.

poetaeusou . . . disse...

*
o prémio,
te aguarda,
a ti e aos que têm
a tua sensibilidade ,
,
etéreas conchinhas,
,
*

Xinha disse...

Tão triste.... tão desanimado !
Acredite... acredite que nasceu para conjungar na primeira pessoa, o verbo AMAR !
Deus te ajudará a seguir plo melhor caminho !

Xi-coração

Papoila disse...

Querida Sol:
Muito triste mas bonito e venha a força para acreditar que o amor está em tudo que fazemos.
Beijos

Dois Rios disse...

Lindo e triste poema, Sol!

Nada justifica um querer partir para junto d'Ele.

O amor entristece mas também renova-se em outro amar.

Beijos meus,
Inês

Betty Branco Martins disse...

.querida Sol




cheguei de férias




e venho visitar os meus amigos da blogosfera





.amar vale sempre a pena

porque infeliz é aquele que nunca amou





beijO____C____carinhO

Mário Margaride disse...

Triste, mas muito belo este poema. Tenho a certeza, que encontrarás a paz e a serenidade que tanto precisas.

Um excelente fim de semana!

Beijinhos doces...

Mário

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava!!


Já viste o desafio ??


beijocasssssssss

Olhos de mel disse...

Oie linda! Seu posta tá lindo, mas que tristeza é essa? Fique assim não, viu? Também tenho as minhas, mas tou na luta. No dia que eu for, levo a certeza que fiz o que esteve ao meu alcance. Não desista, por favor!
Bom fim de semana! Beijos

andorinha disse...

Poema belo e triste. Não partas antes da alvorada. Ela vai trazer um novo dia cheio de promessas.
Um beijo.

elvira carvalho disse...

Minha querida, muito triste, muito desalento. Desalento próprio de quem viveu em função de alguém esquecendo-se de si próprio. Amiga, ponha de parte esses sentimentos e reaja. A vida é como um touro, se não reagimos acabamos vitimas de uma cornada. Olhe à sua volta, quem sabe o que a vida ainda tem para lhe dar. Deixo-lhe um poema de Cecília Meireles de que gosto muito.


A arte de ser feliz


Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.

Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.

Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas. Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais. Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega. Ás vezes, um galo canta. Às vezes, um avião passa. Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino. E eu me sinto completamente feliz.

Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

Cecília Meireles

Deixo-lhe um abraço e votos de um Santo Domingo.

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

sarava!

Está óptimo...mas falta o meu link e os meus elogios!! lol


;) obrigada pelo desfio aceites!

Eärwen Tulcakelumë disse...

Querida SOL

Acredite que o Criador nunca nos abandona e só vamos retornar quando a nossa missão acabar. Então Amiga, tenha fé, confie no teu Anjo.
Interrompo o meu vôo fico um pouco contigo.

Pérolas incandescentes de luz e força entrego em tuas mãos querida amiga.

Eärwen

Cöllyßry disse...

Querida, da tristeza sai os mais belos poemas, como este, que o momento seja breve...

Beijito terno

tanokas disse...

este fundo esta excelente... lindo :)

bjuka

O Árabe disse...

Mas fica mais um pouco, Sol. Pela vida... e pelos amigos! :) Boa semana, e acredita: a felicidade pode existir.

Marta Vasil disse...

Pena carregar tanta tristeza este teu lindo poema!
Partir antes da alvorada pode ser cedo demais.
Deixo estas palavras para ti (desconheço o autor), dizendo-te que devemos acreditar sempre no amanhã, ainda que tudo nos pareça impossível e longínquo.

"Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!"

Beijos de esperança

MV

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ disse...

Sarava querida SOL!


mas o meu link n aparece :(


nem os elogios....

beijinhosssssssssssss

rosa dourada/ondina azul disse...

Desejo-te uma boa semana :)))

Deixo um beijo com carinho,

Carlos disse...

vá lá não desista,´melhores ventos virão e vai ver sua alma a tornar a sorrir em poesia.

:)

Olhos de mel disse...

Doce amiga! Perseverar, sempre! Desistir, jamais! Lute enquanto tiver forças. Olha pra mim, bem sabe o que passo, mas choro num dia, no outro sorrio e compensa todas as lágrimas. Tenho um amigo que escreveu um dia; um único sorriso, compensa uma infinidade de lágrimas e quanto é verdade, isso...
Fique bem, viu? Bom fim de semana! Beijos

rosa dourada/ondina azul disse...

Deixo-te um abraço :)))

Vera disse...

O verbo Amar é assim mesmo... Magoa...

Beijo

Carla disse...

passei para te desejar um bom fim de semana
beijos

C Valente disse...

bfs com saudações amigas

Sunshine disse...

Tão complicado que este verbo amat é!
Beijinhos com raios de Sol

Oliver Pickwick disse...

Querida Sol, não leve muito o sério o verbo amar. Ele é como uma célula, se renova sempre. Aconselho-a a embarcar num comboio, mas, um comboio com muitas estações. Numa delas, por certo, estará a perfeita conjugação do verbo amar.
Um beijo!

tulipa disse...

AMIGA
há novidades nos meus 2 blogues; num deles mostro as minhas habilidades na escrita, 3 trabalhos meus foram publicados num livro, tou toda vaidosa...
No outro mostro as minhas outras habilidades nas fotografias, dá-me a tua opinião, pode ser?

AH...TAMBÉM TENHO UMA MÚSICA DOS
«IL DIVO».

No Dia Mundial do Sorriso, como habitualmente, distribui muitos sorrisos de forma fácil e espontânea.
Eu tenho um sorriso constante no meu rosto, mas por dentro a alma está triste, magoada.

Bom fim de semana.
Beijinhos.

Multiolhares disse...

Desculpa discordar minha amiga,
Mas quando Deus nos manda para
este mundo é com uma finalidade, aprendermos,
e normalmente é pela dor, que vamos aprendendo
a não cometer os mesmos erros.
O verbo amar não faz chorar, porque amar é dar, não receber,
Pena que só conhecemos o amor dos sentidos, essa paixão desenfreada
Que faz doer o coração, mas temos de aprender o que Cristo nos quis dizer
Que a nossa finalidade neste mundo é amar e perdoar.
Depois de cumprirmos isto então podemos partir
beijinhos

Chinha disse...

Há alturas na vida de total desespero.
Um sentir de abandono e solidão.
Mas....Olha ao fundo, procura bem e encontrarás uma luz mesmo pequenina a querer brilhar...Ela encherá teu coração.

Bjinhos
Boa semana

Pelos caminhos da vida. disse...

Retribuindo visita.

Já passei por aqui,mas não lembro se te disse isso:
Seu blog é um sonho.
Bom gosto,parabéns.
Qdo quizer,retornar,serás bem vinda.
Um gde abraço.

beijooo.

M.E.D.T disse...

Lindo este blog
bjs boa semana

Peter Pan disse...

Maravilhosa Amiga:
Um lindo poema em que "dança"nas palavras com a vida e com a morte de forma natural e brilhante.
A perfeição imperfeita rumo ao bem-estar e harmonia sentida dos poetas e sonhadores.
Se não é preocupante e, deixe-me não sê-lo, adorei a forma bela como o fez.
"...Partir antes da alvorada
Partir...deixar este mundo onde não faço nada!...
E nos confins de minha vida...
Onde minha alma persiste em ficar...
Por aqui ando...
Buscando conhecer o verbo AMAR !....
Que em todo o sempre só me fez chorar..."

Excelente momento de inspiração num tema sério e complexo.
A felicidade! Essa, merece-a. Tem encanto, ternura e beleza.
Adorei!
Beijinhos amigos de estima e respeito.
Sempre a admirá-la e a considerá-la

p.pan

Deusa Odoyá disse...

Minha linda e pura amiga.
as vezes na vida da gente achamos Que por se perder um grande amor, nossa vida morre,
Não, levante saia da solidão,dessa melancolia.
Deus nunca fecha uma porta sem abrir outra.
A porta da renovação em seus caminhos.
Levante, abra a janela de sua vida e deixes a luz iluminar sua alma.

Beijos de muita paz e luz.

Regina Coeli.

maresia_mar disse...

olá
há alturas na vida assim.. mas há sempre uma luz ao fim do tunel!
hoje é um dia especial se puderes passa no meu espaço!
Bjhs

Mário Margaride disse...

Aqui estou de novo querida amiga.
Relendo este lindíssimo poema, e desejando-te, um resto de semana replecto de coisas boas e muita paz.

Beijinhos

Mário

gaivota disse...

vim dar-te um beijinho, saber de ti!
o teu poema é tão lindo que apetece ler e reler...
e nada de tristezas!
mas já sabes que quando se fecha uma porta, alguém abre sempre uma janela cheia de luz!
beijinhos