15 de março de 2016

Virem humanos!...

Hoje eu queria navegar nesse rio, nesse barco...
...queria que me levasse para nunca mais voltar
Queria minha dor nesse infinito afogar...
Fugir!...Fugir mais e mais
desses seres que se dizem humanos e nada são...
Humanos sem coração sem amor sem vida própria...
...humanos á deriva porque não encontram seu caminho...
...humanos que me fazem mal, que machucam sem piedade...
...áaaaa....como eu queria ser um animal qualquer
por ter vergonha de ser humana e a eles ter de me juntar...
Tanta mentira, tanto engano, já reparaste o que é a vida???
Mera passagem onde apenas o amor deveria existir.
Onde pensas que vais? Onde queres chegar? que queres?
Decerto nem tu sabes...ó seres !!!...
...virem verdadeiros humanos coração de ouro cheio de amor...

Cidália Sousa

9 comentários:

UIFPW08 disse...

Lindo poema e linda foto.
Besos
Morris

luar perdido disse...

Sem dúvida! Virem humanos, tornem-se gente de coração em vez da pedra fria que lhes habita o peito!
Onde está o AMOR? Acho que até ele perdeu o norte e já não sabe encontrar o caminho... Mergulhar nestas tuas águas profundas e de facto....Não regressar!
Fabuloso poema, estamos as duas em "marés negras"... Melhores dias virão, temos que acreditar!
Beijos do meu luar

Jaime Portela disse...

A vida está quase impossível com tanta desumanidade...
Excelente poema, gostei imenso.
Bom resto de domingo e boa semana, querida amiga Cidália.
Beijo.

Mário Margaride disse...

Olá, minha amiga Cidália, boa tarde!
Quero agradecer a visita ao meu blogue que muito me satisfez.
Muito obrigado.

Adorei este teu lindo poema! Muito atual.

Parabéns!

Beijinhos

Eduardo Aleixo disse...

Poema fortemente sentido, de coração desiludido.
Poema triste, mas bonito.
Mas tenho uma coisa a dizer:
Ainda há gente boa no mundo....
Beijo

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Vim ler.Não fiques assim.Apesar de tanta maldade, há sempre quem faça a diferença.Vejo pelas tuas palavras a tua sensibilidade.

Beijinho doce:)

MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Espero que te sintas bem.Aguardo mais palavras no teu blog.

Beijinho doce

Jaime Portela disse...

Por onde anda, Cidália?
Espero que esteja tudo bem contigo.
Beijos.

lua prateada disse...

Andei um tantinho afastada, espero que a partir de agora possa visitar-vos mais vezes.
Beijinhos